Browsing Category:

Escrita

in Blog, Escrita

Escrever faz bem!

at
escrever-faz-bem

Acho que eu não poderia iniciar este blog falando sobre outra coisa que não fosse o exercício da escrita.

Bom, escrever de forma confessional é muito mais que uma atividade para melhorar o português ou trabalhar questões deficitárias na escrita, mas vejo a escrita como uma espécie de terapia e sendo hoje o Dia do escritor (sim, dia 25 de julho é a data em que se comemora o dia do escritor!), falar sobre escrita e os benefícios que ela é capaz de trazer me pareceu um excelente tópico para iniciarmos a conversa.

Me caiu em mãos (ou melhor, me marcaram no Facebook) uma publicação de fatos curiosos, em que ligava a escrita à felicidade. O artigo abordava uma pesquisa feita na Universidade de Virgínia na qual os pesquisadores chegaram a conclusão que escrever a história pessoal pode levar a mudanças no comportamento e melhora no grau da felicidade.

Isso me fez lembrar dos blogs de outrora que falavam sobre cotidianos de pessoas comuns (como eu ou você, possível-potencial-leitor). Falar sobre a própria vida no meu antigo blog (Aescritora.com) me auxiliou a lidar com questionamentos da passagem da adolescência para a vida adulta e, posteriormente com dilemas de uma jovem adulta. O que posso dizer é que a escrita confessional me ajudou muito e continua ajudando, afinal, ainda mantenho meus diários de papel.

Pensando nisso, separei algumas razões pela qual escrever (sobre a própria vida, principalmente) é um caminho bem interessante para quem busca felicidade e auto-conhecimento.

Lidar com um problema

Seja em um blog ou no diário para guardar na gaveta, escrever sobre a própria vida é algo bastante interessante e melhor ainda é reler. Quando passamos por um problema que consideramos muito grande e escrevemos sobre ele, é uma forma de expurgar o sentimento e ainda melhor é quando relemos todo o grande problema, vemos que a coisa não era tão grande assim. Muitas vezes na releitura (ou até mesmo durante a escrita) encontramos a solução para aquilo que parecia ser insolúvel.

Blogs pessoais

Não existem pesquisas que comprovem isto, mas aqui falo por experiência própria: através da escrita no blog fiz grandes amigos! No blog que mantive entre os anos de 2005 e 2015, fiz grandes amizades, porque eu me expus. Algumas coisas são complicadas para serem expressas quando somos muito tímidos ou introspectivos, como eu. Quando iniciei a escrita no meu blog pessoal, eu permiti que as pessoas me lessem, não só o que eu escrevia, mas que lessem quem eu sou. O legal disso foi que descobri outras pessoas com as quais eu tinha afinidade, pessoas que eu jamais teria conhecido se eu não tivesse tido a ousadia de escrever sobre mim mesma.

Livre expressão

Claro, a escrita ajuda a nos expressarmos melhor, até mesmo a escrita de cunho confessional e despreocupada. Escrever sobre os próprios sentimentos, opiniões sobre o mundo ou qualquer outra coisa é algo bastante enriquecedor e ajuda no auto-conhecimento. Quando colocamos para “fora” o que somos e como compreendemos o mundo, nos damos espaço para vermos quem somos por outra perspectiva e até mesmo nos auto-avaliarmos.

Uma forma de relaxar

Escrever é uma forma de distrair. Quando escrevemos sem qualquer compromisso, apenas por escrever, deixamos nossa mente relaxar e nos afastamos um pouco dos problemas cotidianos.

Lidar com as próprias emoções

Escrever não ajuda apenas a reavaliar as dificuldades, mas nos ajuda a lidar com nós mesmos. Quando expressamos nossos sentimentos através da escrita, nos permitimos desenvolver melhor sentimentos de dor, conflito e frustrações, nos faz trabalhar estes sentimentos no lugar de escondê-los ou acumulá-los até que se manifestem em doenças psicossomáticas.

Eu escrevo profissionalmente e academicamente, mas escrever de forma confessional, sem pressões, prazos e cobranças é ainda a maneira mais prazerosa de exercitar a escrita. Escrever por escrever e apenas isso! Estou feliz por estar de volta e espero escrever bastante por aqui!

 

 

by
Share: