in Escritora

Apólogo moderno

at
apologo-moderno

Já era tarde da noite quando o homem desligou o notebook e apagou as luzes. Numa prateleira acima, as partes do velho computador de mesa olhavam com desdém o recente hardware que descansava satisfeito sobre a escrivaninha.

– Olha lá aquele folgado! – Disse o Mouse sacudindo o fio – Acha-se melhor que nós!

– Ninguém gosta de você, playboy! – Disse o Teclado se direcionando ao Notebook. – Hey! Aqui é tecnologia de raiz. Somos da geração do Gates!

A Tela e a CPU ouviam os dois arruaceiros em silêncio e pareciam não desejar tomar partido ou emitir qualquer opinião. O Notebook soltava alguns risinhos, achando graça da recente rivalidade, e isso fazia com que o Teclado batesse involuntariamente o “space” fazendo um baita barulhão.

– Tá rindo de quê? Quando você era só um projeto de disco rígido eu já navegava na Internet! – Disse o Teclado que, se tivesse cabeça, estaria quente.

O Notebook não se conteve e soltou uma gargalhada tão alta que o Mouse emitiu uma centena de clicks, não sei se de raiva ou de espanto. Abrindo a tampa e iluminando o velho computador de mesa e todo pequeno cômodo com sua luz cegante, o Notebook disse:

– Navegava na Internet?! E como era na pré-história? Por bytes?! Isso não era navegar, era se arrastar! – E soltou uma deliciosa e malvada gargalhada para arrematar o desprezo.

O Teclado já declarava furioso que iria quebrar a tela daquele babaca e o Mouse, que gostava mesmo de confusão gritava em meio a centenas de click:

– Isso mesmo! Não deixa ele falar assim com você! – E, incentivado, o Teclado esbravejava:

– Você se acha “bonzão”, mas deve estar com vírus até no webcam!

– Se tenho vírus é porque sou usado, já vocês só têm poeira mesmo! – Retrucava o Notebook rindo escandalosamente.

– Nós já fomos a mais potente máquina, seu idiota! – Disse o Teclado com firmeza.

– Já-fo-ram! – Disse o Notebook cuspindo cada sílaba – O tempo de vocês já era. Agora eu sou o rei da tecnologia e vocês são nadinha, peça de museu!

O Mouse esbravejava:

– A gente não leva desaforo pra casa! Vai lá, Teclado! Mostra como se faz na Old School! – A Tela e a CPU que, até então haviam assumido uma postura Suíça, começavam a perceber que os dois poderiam partir para as vias de fato e a esta altura já diziam:

– Vamos gente! Deixa disso. Que rixa boba! – Mas agora o Notebook queria briga e investiu contra a CPU gritando:

– O assunto não chegou nesta placa mãe desmemoriada! – O Mouse bateu o fio com força e foi logo em defesa da pobre da CPU que realmente não tinha nada a ver com assunto:

– Não mete a mãe no meio! – O Teclado, que já estava fervilhando de ódio, se lançou contra a tela do Notebook, rachando o LCD de ponta a ponta. O Teclado também não saiu ileso da briga, perdendo muitas teclas.

Na manhã seguinte, vendo a confusão que havia ocorrido a noite, o dono deu o fato como acidental e agora dedicava suas atenções ao Tablet novinho que havia sido entregue pelos Correios. Última novidade em Tecnologia com uma bela maçã reluzente na traseira.

Moral da história:

Tudo é substituível.

 

Conto baseado em O apólogo de Machado de Assis.

Etiquetas:,
Share:

Deixe seu comentário

6 Comments

  1. Mariana . Site

    CÔMICO PORÉM TRÁGICO HAHAHAHAHAH! Tudo é substituível, até mesmo as pessoas… Agora eu não to de boa mais hahaha! Ótimo conto, Si!

    27 . Ago . 2017
    • Simone . Site

      Hahahaha! Fique bem! É apenas uma reflexão! =)
      Obrigada!
      Beijos!

      11 . Set . 2017
  2. Clayci . Site

    Trágico, mas real!
    Triste porque até nós mesmos somos, né? =/

    30 . Ago . 2017
    • Simone . Site

      Infelizmente, muitas vezes somos. =(

      11 . Set . 2017
  3. Camila Faria . Site

    Hahaha! Que briga mais tecnológica Simone. E não tem jeito mesmo, a cada dia um novo aparelho fica obsoleto. Tempos modernos. :/

    30 . Ago . 2017
    • Simone . Site

      Pior que é. Quando você compra um smartphone, na semana seguinte já é lançado um modelo mais recente.

      11 . Set . 2017

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *